Dicas para economizar energia no escritório

Homem calcula valores buscando uma maneira de encontrar dicas para economizar energia no escritório

Você sabe quais são as práticas que precisa implementar em seu escritório para gerar uma economia de energia elétrica?

Separamos algumas dicas que vão te ajudar a reduzir os gastos. São boas práticas pensadas para melhorar a situação no bolso e no meio ambiente. Confira!

A busca pela redução de custos

A energia elétrica é um dos insumos mais importantes no dia a dia.

É vital para o funcionamento de qualquer estabelecimento e impacta diretamente nos custos que uma empresa, seja ela de pequeno, médio ou grande porte, tem para produzir o seu trabalho.

Na busca por redução de custos, é comum que gestores olhem para outros valores antes de considerarem uma mudança na forma como sua empresa consome energia elétrica.

Mas é justamente nesse setor operacional que mora a grande oportunidade.

Procurar uma gestão energética eficiente é a maneira mais completa de conseguir redução de custos com energia elétrica em uma empresa, indústria ou comércio e consequentemente trazer melhores resultados financeiros.

Essa gestão deve ser realizada por meio de assessoria especializada, capaz de fornecer, entre outras coisas, dados estatísticos e comprobatórios que facilitam as tomadas de decisões e os cálculos de retorno de investimento nas ações que serão realizadas.

Contudo, existem algumas dicas rápidas e fáceis de serem seguidas e praticadas no dia a dia que podem ajudar no desafio de economizar com energia elétrica.

Vamos ver quais são?

Dicas simples, mas valiosas

Pequenas atitudes ou práticas no cotidiano de trabalho de sua empresa podem trazer resultados altamente satisfatórios que, somados às práticas de uma gestão energética eficiente, vão transformar seu negócio.

Vamos dividir as dicas para economizar energia no escritório em três temas: iluminação, o uso de aparelhos eletrônicos e como melhorar o aproveitamento dos ares-condicionados.

Iluminação

Aproveitar a iluminação natural é uma das melhores formas de economizar. Sempre que possível, abra janelas e cortinas e deixe que a luz do sol ilumine o ambiente.

Como a maioria dos escritórios seguem o horário de expediente padrão — entre 8h e 18h30 —, dependendo do dia, é possível que a iluminação natural forneça luz durante boa parte do seu dia de trabalho.

Caso não seja viável abrir janelas e cortinas, invista em lâmpadas e tecnologias que têm um consumo bem baixo.

Lâmpadas fluorescentes ou de LED são uma excelente opção.

Ambas têm longa durabilidade, emitem pouco calor e são acessíveis.

Uma lâmpada de LED, por exemplo, pode durar entre 25 e 50 mil horas.

Já uma lâmpada fluorescente pode durar até 8 mil horas, com um custo aproximado de 10 reais por unidade.

Além de buscar lâmpadas melhores, também são boas dicas:

  • Instalar sensores de presença para acender as lâmpadas do escritório;
  • Investir em pinturas mais claras nas paredes internas. Elas refletem melhor a luz do sol e consequentemente diminuem a necessidade de iluminação artificial;
  • Distribuir colaboradores para que não haja o uso desnecessário de ambientes acesos com poucas pessoas trabalhando.

Atenção ao uso dos aparelhos eletrônicos

Assim como as luzes artificiais, os aparelhos eletrônicos ficam conectados à rede elétrica durante todo o expediente — e na maioria dos casos além desse horário, trazendo um consumo custoso e desnecessário.

Uma dica muito valiosa é desconectar carregadores e fontes das tomadas quando não houver nenhum dispositivo eletrônico conectado a eles.

É comum muitas pessoas não perceberem ou não saberem que, mesmo sem carregar um dispositivo, as fontes e os carregadores consomem energia.

Carregadores de notebooks ou celulares plugados de um dia para o outro, por exemplo, podem se transformar em 10% do valor total de sua fatura no final do mês.

Algo banal, mas altamente prejudicial.

Além disso, atenção ao uso desnecessário de dispositivos, como televisores ligados durante o expediente de trabalho ou aparelhos de som para ambientação.

Caso sejam vitais para o seu escritório, avalie e opte por aqueles que consomem menos energia.

Computadores merecem atenção redobrada

O uso correto de computadores é o item mais importante no consumo de energia por aparelhos eletrônicos em seu escritório.

Quase sempre, são as principais ferramentas de trabalho e seu mau uso pode trazer, além de um imenso prejuízo financeiro, impactos negativos ao meio ambiente.

O simples ato de ir almoçar e deixar o computador ligado é impactante a longo prazo.

Um computador ligado durante 1 hora/dia consome 5,0 kwh/mês. No decorrer de um ano, a economia ao desligar o computador durante esta uma hora de almoço será de 60 kwh.

Além disso, também são dicas para economizar energia no escritório com o uso de computadores:

  • Desligar os monitores quando for deixá-los inativos por mais de 15 minutos;
  • Configurar os computadores para economizarem energia;
  • Desligar todos os equipamentos que não estão em uso;
  • Pesquisar e optar pelos equipamentos que consomem menos energia.

O uso dos ares-condicionados

Vivemos em um país de proporções continentais, quase sempre submetidos a um verão intenso e que nos faz desejar trabalhar em ambientes climatizados e controlados através de aparelhos de ar-condicionado.

É de fato, tentador. Contudo, atenção ao consumo de energia é muito importante.

Isso porque, um aparelho de ar-condicionado de 12.000 BTU — unidade de medida correspondente à energia necessária para elevar a temperatura — consome tipicamente 25 kWh/mês para ficar ligado apenas uma hora por dia.

Se ficar ligado quatro horas por dia, dependendo do ambiente, pode consumir 100 kWh/mês.

Para se ter uma noção do que esse número significa, uma residência brasileira consome, em média, 157,9 kWh/mês, de acordo com o Anuário Estatístico de Energia Elétrica 2018 da EPE.

Ou seja, o uso de ares-condicionados pode ser altamente custoso e impactar nos resultados financeiros de seu escritório.

Mas, com algumas dicas, é possível reduzir esse alto consumo:

  • Quando não houver ninguém no ambiente, desligue o aparelho;
  • No momento em que o ar-condicionado estiver funcionando, desligue o aparelho;
  • Tenha a manutenção sempre em dia ao limpar os filtros e deixar a saída de ar do aparelho livre;
  • Proteja a parte externa do aparelho de raios solares, sem bloquear as grande de ventilação.
Homem busca dicas para economizar energia no escritório
Seguir algumas dicas para economizar energia no escritório é simples e pode transformar o seu resultado financeiro.

Focus: gestão de energia eficiente

Atuando de maneira sólida no mercado de energia e com uma equipe com mais de 15 anos de experiência, a Focus trabalha com uma gestão ativa e eficiente de energia elétrica, com permanente monitoramento de portfólio para aproveitar as melhores oportunidades e assessorar procedimentos e negociações no mercado de energia.

Nosso foco é ser o agente em negócios de energia de nossos clientes, oferecendo atendimento sob medida e identificando oportunidades a partir de suas necessidades, independentemente de seu segmento.

Entre em contato conosco para aplicar uma gestão energética em seu escritório e alcançar melhores resultados em seu dia a dia.

Para acompanhar o andamento de nossos projetos, nossas soluções e conteúdos relacionados ao mercado de energia, siga a Focus nas redes sociais.

Focus, energia para a vida.

 

 

 

COMPARTILHAR

CATEGORIA

ARQUIVOS

ARQUIVO
focus_energia_logo
powe

Av. Magalhães de Castro 4800 Continental Tower – 9ºandar | Cidade Jardim São Paulo | CEP: 05676-120 | Telefone: + 55 11 3136-0011

© Focus Energia 2021. Todos os direitos reservados. Desenvolvido por: Agência Digital em Campinas

© Focus Energia 2017. Todos os direitos reservados. Desenvolvido por: Agência Digital em Campinas

Open chat
Fale com nossa área comercial