Comunhão de cargas no mercado livre de energia: saiba o que é e como funciona

Empresário analisa comunhão de cargas em sua indústria

Você conhece o sistema de “comunhão de cargas”?

Ele é ideal para consumidores que têm mais de uma unidade consumidora e desejam migrar para o ACL.

Atualmente, existem dois tipos de comunhão. Entenda as diferenças entre cada uma delas e suas vantagens para os consumidores.

O Ambiente de Contratação Livre e seus benefícios

O mercado livre de energia mudou o setor elétrico brasileiro.

Desde sua criação, no ano de 1998, a forma como todos os agentes do segmento negociam a compra e venda de energia elétrica evolui pautada em aspectos como liberdade de escolha e poder de decisão.

Aderir ao Ambiente Livre de Contratação permite que os agentes e os consumidores livres tenham autonomia para negociar e estabelecer em contratos os volumes de compra e venda de energia e seus respectivos preços.

Cada unidade consumidora paga uma fatura referente ao serviço de distribuição para a concessionária local e uma ou mais faturas referentes à compra de energia.

Ou seja, a adesão ao mercado livre de energia traz um poder de decisão valioso e transformador, tanto na esfera econômica quanto na esfera ambiental.

Mas, como as empresas que desejam se tornar unidades consumidoras devem proceder para aderir à modalidade?

Migrando para o mercado livre de energia

Para uma empresa se tornar consumidora no mercado livre, são necessários alguns passos e requisitos, que sempre devem ser acompanhados de uma empresa especialista, assim como a Focus.

Para entendermos o que é a comunhão de cargas no mercado livre e como ela funciona, vamos focar em uma etapa: a identificação de qual tipo de consumidor sua empresa será.

Na modalidade, existem dois tipos de consumidores: os Livres e os Especiais.

Os Consumidores Livres devem apresentar demanda contratada mínima de 1.500 kW — valor atualizado com a Portaria 465/2019 e que entrou em vigor a partir de primeiro de janeiro de 2021 — e podem optar entre Energia Convencional ou Energia Incentivada.

Já os Consumidores Especiais podem ser uma unidade ou um conjunto de unidades consumidoras localizadas em uma área adjacente ou de mesmo CNPJ, que tenha uma carga maior ou igual a 500 kW (demanda contratada).

Vale destacar que os Consumidores Especiais podem contratar apenas Energia Incentivada.

A comunhão de cargas é justamente essa possibilidade de se enquadrar como Consumidor Especial tendo um conjunto de unidades consumidoras.

Vamos entender como funciona e quais suas vantagens?

Comunhão de cargas: uma alternativa acessível

Implementada pela Câmara de Comercialização de Energia Elétrica (CCEE), a comunhão de cargas é um sistema que permite que diversas unidades consumidoras sejam atendidas em um único contrato.

Para que isso ocorra, é preciso que, ou as unidades pertençam ao mesmo CNPJ ou estejam situadas na mesma área — localização adjacente.

Exemplificando: considere uma pequena indústria cuja sede se localiza na cidade A, com duas fábricas nas cidades B e C cada uma em um estado diferente.

Essas fábricas possuem demanda contratada de 250 kW, somando 500 kW, ou seja, 0,5 MW.

Não seria possível que essas fábricas migrassem para o mercado livre individualmente, pois não atingem a demanda mínima exigida de 500 kW.

Como essas unidades têm a mesma razão de CNPJ, elas podem somar suas demandas para atingir a carga mínima e assim migrar para o ambiente livre.

Este processo é conhecido como Comunhão de Direito: em que unidades com o mesmo CNPJ somam suas demandas para se tornarem elegíveis ao mercado livre de energia.

Importante ressaltar que, na Comunhão de Direito, mesmo em cidades diferentes, as unidades consumidoras devem estar situadas no mesmo submercado (Sudeste/Centro-Oeste, Sul, Nordeste e Norte) pertencente ao Sistema Interligado Nacional (SIN).

Agora imagine outro exemplo, no qual 3 unidades consumidoras estão localizadas em áreas contíguas — empresas que são vizinhas ou que fazem fronteira entre si sem obstáculos (logradouros) — e que também tenham a demanda na casa dos 200 kW.

Com a comunhão de cargas, ambas poderão se enquadrar como Consumidores Especiais e se beneficiar de todas as vantagens que o mercado livre proporciona.

A esse tipo de comunhão, dá-se o nome de Comunhão de Fato e é muito utilizada por condomínios empresariais.

Importante ressaltar também que a comunhão de cargas é estabelecida em um único contrato, mesmo contendo três empresas com CNPJs diferentes.

Por isso, sempre procure auxílio de empresas especializadas nos processos de migração para que não haja contratempos ou más escolhas.

Condomínios empresariais partilham da comunhão de cargas no mercado livre de energia.
A comunhão de cargas permite que empresas com baixo valor de demanda possam se juntar para usufruírem do mercado livre de energia.

Quais os benefícios da comunhão de cargas?

Vimos que a comunhão de cargas é dividida entre Comunhão de Fato e Comunhão de Direito e que o sistema é a melhor opção para pequenas e médias empresas que desejam migrar para o mercado livre mas que não possuem a demanda individual suficiente.

Além disso, quais outros benefícios a prática pode trazer às empresas que a aderem?

O benefício mais impactante do mercado livre é a redução de custos.

Através da migração, é possível ter uma economia de até 30% na fatura de energia, sem custos adicionais.

Economicamente, é altamente vantajoso e transformador.

O segundo grande benefício é a possibilidade de consumir uma energia verde, proveniente de fontes renováveis como o sol e a água.

Como as unidades de comunhão de cargas são classificadas como Consumidores Especiais, a contratação de energia só pode ser feita através de fontes incentivadas: Centrais Geradoras Hidrelétricas (CGH’s), usinas solares fotovoltaicas, entre outros.

Ou seja, além de economizar, sua empresa tem um comportamento sustentável em sua imagem de marca. O que é altamente benéfico e cada vez mais necessário.

A comunhão de cargas ainda traz benefícios como:

  • Poder de decisão nas negociações;
  • Contratos bilaterais que podem suprir o que mais lhe agrada;
  • Liberdade de escolha de produtos.

Migre para o mercado livre de energia através da comunhão de cargas com a Focus

Entrar no Ambiente de Contratação Livre será um divisor de águas em seu negócio.

A adesão permite transformações significativas e capazes de gerar economia e imagem de marca positiva ao associar sua empresa à visão sustentável que as fontes de energia renováveis carregam.

A Focus é a gestão energética certa para você e sua empresa, pois atua de maneira sólida no mercado brasileiro.

Com uma equipe com mais de 15 anos de experiência, temos a capacidade de permitir ao seu negócio uma aquisição de energia elétrica rápida e eficiente.

Conheça nossas soluções sustentáveis, que oferecem inúmeras opções de aquisição de energia no mercado livre, e tenha maior poder de decisão, economia de custos, liberdade de escolha, energia limpa e de qualidade, entre outros benefícios e vantagens.

Focus, energia para a vida.

 

 

 

 

COMPARTILHAR

CATEGORIA

ARQUIVOS

ARQUIVO
focus_energia_logo
powe

Av. Magalhães de Castro 4800 Continental Tower – 9ºandar | Cidade Jardim São Paulo | CEP: 05676-120 | Telefone: + 55 11 3136-0011

© Focus Energia 2021. Todos os direitos reservados. Desenvolvido por: Agência Digital em Campinas

© Focus Energia 2017. Todos os direitos reservados. Desenvolvido por: Agência Digital em Campinas

Open chat
Fale com nossa área comercial