Ambiente de Contratação Livre e o futuro do setor energético

Lâmpada acesa no horizonte ilustra os benefícios que o Ambiente de Contratação Livre proporciona a seus clientes.

O Ambiente de Contratação Livre e o futuro do setor energético estão diretamente associados.

Além de ser o novo protagonista das ações de compra e venda do insumo, sua crescente utilização traz benefícios que vão desde economia de custos a seus adeptos, a intensificação da transição energética para matrizes renováveis até a liberdade de escolha.

Entenda como a modalidade irá moldar os próximos anos do mercado de energia elétrica mundial.

Um ambiente valioso e cada vez mais buscado

Liberdade de escolha, poder de decisão, contratos diferenciados e economia de custos. Quatro características valiosas que fazem do Ambiente de Contratação Livre uma oportunidade cada vez mais vantajosa para os consumidores.

Afinal, ter em mãos a possibilidade de utilizar as melhores ferramentas para atingir resultados desejáveis, ou então, negociar preço, prazo, volume contratado e outras variáveis, apresenta-se como o cenário ideal e perfeito para quem busca consumir energia elétrica de qualidade.

O ACL, como também é conhecido o Ambiente de Contratação Livre, está desde 1998 presente no mercado de energia nacional — preparamos um conteúdo que aborda sua origem e suas principais características, inclusive — e vem evoluindo consideravelmente com o passar do tempo.

Não à toa, 32% da energia consumida no Brasil provém do ambiente.

Suas características tornam a compra da energia elétrica um processo rápido, benéfico e sem complicações, colocando o ACL como protagonista das ações de compra e venda do elemento.

Também já abordamos como funcionam os processos, o que é preciso e de que forma é feita essa compra. Mas, basicamente, podemos resumir em:

Vistos todos os benefícios e as vantagens que o ambiente permite, os questionamentos que vêm à tona são: “até onde o ACL pode evoluir?”, “Ele será o novo modelo de aquisição de energia elétrica no futuro?”.

São essas perguntas e outros temas que abordaremos no conteúdo de hoje. Vamos lá?!

O futuro do mercado de energia

Quando se fala a respeito do futuro do mercado de energia, coloca-se em pauta assuntos primordiais, como acessibilidade, liberdade, transição energética e sustentabilidade. A tendência para os próximos anos — que já é realidade em muitos países, é verdade — é que o modelo de contratação convencional que existe atualmente tenha cada vez menos adeptos.

Proporcionar aos consumidores a autonomia para escolher as melhores condições de acordo com suas necessidades é fator fundamental desse futuro promissor e disruptivo. E essa condição, como vimos, é uma das principais características do Ambiente de Contratação Livre.

Ou seja, isso faz com que o ambiente livre esteja diretamente associado ao futuro do mercado energético.

Outro ponto importante a respeito do futuro do mercado de energia e do ACL é o de que o ambiente está transformando a cadeia, mas não a extinguirá. Isso porque através de seus modelos de contratação, os agentes responsáveis pelas etapas do ciclo de energia continuam quase os mesmos, com a adição das empresas comercializadoras.

As comercializadoras de energia são, basicamente, agentes responsáveis por facilitar a venda do insumo por parte das geradoras e oferecer aos consumidores preços mais acessíveis e contratos vantajosos. Por isso, o seu papel na cadeia é fundamental.

Sendo assim, temos a energia sendo gerada pelas geradoras, negociada pelas comercializadoras, comprada pelos consumidores e distribuída pelas concessionárias.

A Focus, vale destacar, atua tanto como geradora quanto comercializadora, e realiza análises sob medida para identificar as melhores oportunidades de acordo com a necessidade de cada cliente.

O futuro já começou?

Como vimos, mais de 30% da energia consumida no Brasil provém do ACL. Esse número é bem significativo, mas se comparado aos valores de outras nações, mostram que ainda temos muito a evoluir.

Isso pode ser evidenciado através do Ranking Internacional de Liberdade de Energia Elétrica, elaborado pela Associação Brasileira dos Comercializadores de Energia (ABRACEEL). No índice, o Brasil amargou, nos últimos anos, a 55ª posição, a penúltima entre as 56 nações presentes no levantamento. Estamos atrás de países como El Salvador (34ª) e Guatemala (43ª), por exemplo.

Ranking Internacional de Liberdade de Energia Elétrica, que aponta o brasil na penúltima posição. O Ambiente de Contratação Livre é a alternativa para alterar esse cenário.
Ranking Internacional de Liberdade de Energia Elétrica do ano de 2021. Medidas políticas relacionadas ao Ambiente de Contratação Livre podem alçar o Brasil para o topo do índice. Fonte: ABRACEEL.

Contudo, medidas políticas estão sendo tomadas para mudar esse cenário em prol do avanço da liberdade energética em nosso país.

Atualmente, os Consumidores Especiais precisam ter uma carga maior ou igual a 500 kW. Vale destacar que essa categoria pode contratar apenas Energia Incentivada.

Já os Consumidores Livres devem apresentar demanda contratada mínima de 1.500 kW — no final de 2019 foi publicada a Portaria n° 465, pelo Ministério de Minas e Energia, com o objetivo de reduzir os valores de demanda necessários para que os consumidores tenham acesso à escolha de consumo entre as energias incentivada ou convencional.

A medida, que entrou em vigor em janeiro de 2021, foi dividida em três etapas:

  • 1ª etapa: a partir de 1° de janeiro de 2021, consumidores com carga igual ou superior a 1.500 kW podem se tornar Consumidores Livres;
  • 2ª etapa: a partir de 1° de janeiro de 2022, consumidores com carga igual ou superior a 1.000 kW podem se tornar Consumidores Livres;
  • 3ª etapa: a partir de 1° de janeiro de 2023, consumidores com carga igual ou superior a 500 kW podem se tornar Consumidores Livres.

Ao fim das três etapas, o Brasil passaria a ocupar 47ª posição, facilitando de maneira significativa o acesso dos consumidores ao ambiente livre.

Em paralelo a isso, está aguardando despacho o Projeto de Lei 414/2021, que cria a portabilidade da fatura de energia. Mas o que isso significa?

Que todos os consumidores, independentemente de valor carga, podem ter acesso ao ACL e seus benefícios. Tal medida faria com que o Brasil assumisse a quarta colocação do Ranking Internacional de Liberdade de Energia Elétrica.

Esse fato é, inclusive, um desejo da grande maioria dos consumidores de energia em nosso país: ainda de acordo com a ABRACEEL — em estudo feito junto ao Instituto Brasileiro de Opinião Pública e Estatística (IBOPE) — 80% do brasileiros gostariam de escolher a empresa que fornece a sua energia elétrica.

Ou seja, a tendência é que, nos próximos anos, o mercado de energia brasileiro sofra grandes transformações, lideradas, entre outros fatores, pelo acesso de seus consumidores ao Ambiente de Contratação Livre.

Transição Energética e fontes renováveis

Outro fator fundamental que coloca o ambiente livre como protagonista no futuro do mercado de energia é a transição da matriz energética mundial para fontes renováveis.

O grande conceito da transição energética é colocar a sustentabilidade como foco na pauta de elaborações e construções de novos projetos de energia. Auxiliada pelo conceito ESG, a transição energética traz benefícios como:

  • Redução de custos;
  • Diminuição da pegada de carbono;
  • Melhoria da infraestrutura de energia em todo o mundo.

Ou seja, uma transição energética ideal deve contar com um sistema de geração de energia que garanta segurança de abastecimento, respeito ao meio ambiente, menos desperdício e eficiência energética.

Mas onde se encaixa o Ambiente de Contratação Livre nessa equação?

Através do ambiente livre, os Consumidores Livres e os Especiais podem contar com energia elétrica proveniente de fontes renováveis através da contratação da chamada Energia Incentivada.

É possível, por exemplo, contratar energia oriunda de Centrais Geradoras Hidrelétricas, que causam baixo impacto ao meio ambiente onde estão instaladas e geram eletricidade através da força das águas.

Ou então, através de energia solar fotovoltaica, proveniente de painéis solares que transformam o calor dos raios solares em eletricidade.

Focus: empresa consolidada no mercado brasileiro de energia

Com mais de 15 anos de experiência no mercado brasileiro de energia, a Focus trabalha com o propósito de promover a energia como fonte de desenvolvimento e crescimento da economia nacional.

Através de sustentabilidade e projetos inovadores, levamos aos nossos clientes soluções que impactam de maneira positiva e direta em seu negócio, independentemente de qual seja o setor de atuação.

Migre para o Ambiente de Contratação Livre com a Focus e dê início ao futuro.

Siga a nossa rede social para ficar por dentro de todas as novidades referentes ao mercado de energia e confira a seção de blog para conhecer ainda mais a respeito do segmento.

Focus, energia para a vida.

COMPARTILHAR

CATEGORIA

ARQUIVOS

ARQUIVO
focus_energia_logo
powe

Av. Magalhães de Castro 4800 Continental Tower – 9ºandar | Cidade Jardim São Paulo | CEP: 05676-120 | Telefone: + 55 11 3136-0011

© Focus Energia 2021. Todos os direitos reservados. Desenvolvido por: Agência Digital em Campinas

© Focus Energia 2017. Todos os direitos reservados. Desenvolvido por: Agência Digital em Campinas

Open chat
Fale com nossa área comercial