Ações sustentáveis na geração de energia elétrica

Uma mão cheia de terra segunda uma lâmpada acesa e outra mão cheia de terra segunda uma muda de planta em alusão às ações sustentáveis

O investimento em geração de energia por meio de fontes renováveis deve ser acompanhado de ações sustentáveis. Esse tipo de geração traz ganhos em termos sociais, ambientais, econômicos e de segurança de abastecimento. Associadas aos temas de ESG, fontes renováveis de energia vêm ganhando maior atenção de clientes no ACL, havendo espaço para contratos específicos com consumidores que buscam “limpar” sua matriz energética e ajudar a diminuir o impacto ambiental de suas operações.

A energia do futuro

As energias renováveis serão indubitavelmente as energias do futuro.

Provenientes de fontes como o Sol, a força das águas e o vento, elas são capazes de fornecer eletricidade de qualidade e com custo acessível através de processos que se utilizam de fenômenos naturais e que pouco prejudicam o meio ambiente.

Tornar a matriz energética do mundo em sua maioria renovável e limpa já não é mais um desafio; é uma necessidade.

E por que apostar em energias provenientes de fontes renováveis? Por seus múltiplos benefícios, que transitam nas esferas ambientais, sociais e econômicas.

Para o meio ambiente, sua utilização gera poucos resíduos poluentes na atmosfera, como o dióxido de carbono. Há também uma grande preservação dos recursos naturais, aliviando o seu consumo desenfreado.

No âmbito social, essas fontes são desenvolvedoras econômicas, através da geração de empregos e segurança na distribuição de eletricidade.

E na ótica econômica, a energia elétrica proveniente das fontes renováveis é muito menos custosa para o consumidor, que além de pagar menos, ainda recebe uma energia limpa e de melhor qualidade.

Felizmente, as energias de fontes renováveis já despontam como tendência em inúmeras nações e empresas que carregam consigo a responsabilidade sustentável e a preocupação com as próximas gerações.

Um exemplo claro dessa nova onda é a Inglaterra.

No ano de 2019, o país teve pela primeira vez em sua história mais energia elétrica de fontes renováveis do que as derivadas de combustíveis fósseis.

Além disso, especialistas do mercado de energia afirmam que até 2030, fontes de energia limpa devem substituir as não-renováveis em todo o mundo.

A crescente preocupação com os danos causados ao meio ambiente e aos impactos que eles podem vir a causar em nosso futuro serviu como ponto-chave nesse despertar de consciência.

Com ela, o universo corporativo se permitiu atentar-se e comprometer-se com critérios de sustentabilidade e não apenas com o lucro.

Dessa combinação, nasceu um dos conceitos com maior potencial para moldar os próximos anos: o ESG.

ESG e a sustentabilidade 360°

Sigla das palavras em inglês Environmental, Social and Governance, o conceito ESG é a junção dos ambientes corporativos, sociais e de governança para viabilizar ações sustentáveis.

Aderir o conceito representa uma verdadeira mudança de paradigmas nas relações entre as empresas, seus investidores e clientes.

Se antes as práticas sustentáveis eram encaradas como algo “obrigatório” na construção de imagem de marca, agora, pensar em sustentabilidade faz parte da estratégia financeira de cada uma dessas empresas.

O ESG é utilizado como bússola na prospecção e construção de novos negócios e parcerias. Utilizando-o como métrica, o agente pode avaliar e entender quais os impactos sociais, ambientais e corporativos tal projeto causará ao ser lançado ou criado.

É um conceito impactante, disruptivo e totalmente capaz de ressignificar a maneira de se fazer e encarar negócios. Nele, são as ações sustentáveis que direcionam os passos futuros.

Mercado livre de energia: a síntese perfeita

Se temos uma preocupação em englobar os ambientes corporativos, sociais e de governança na prática do ESG, e benefícios ambientais, sociais e econômicos no uso de energia elétrica provenientes de fontes renováveis, será que existe algum método, processo ou operação capaz de reunir esses elementos em um todo coerente?

Sim! E estamos falando do Ambiente de Contratação Livre, ou o mercado livre de energia.

O mercado livre de energia surgiu em 1998, como um ambiente de negociação onde os consumidores podem comprar de maneira alternativa a energia elétrica diretamente com agentes geradores e comercializadores.

Basicamente, o ACL é a síntese perfeita entre os critérios buscados e propostos pelo conceito ESG e as ações sustentáveis visadas ao optar-se pelo uso de energia elétrica através de fontes renováveis.

Ele traz um aspecto positivo de governança porque o consumidor tem poder de decisão e liberdade de escolha para optar pelos melhores produtos e contratos para atender ao seu negócio.

Ele proporciona um viés econômico porque migrar para o seu ambiente pode oferecer descontos de até 30% na fatura de energia, sem custos adicionais.

Uma arte representa um gráfico estatístico com detalhes de gramado
Ações sustentáveis devem ser itens prioritários em investimentos de geração de energia. 

O mercado livre proporciona solidez nos benefícios ambientais porque pode entregar ao consumidor uma eletricidade proveniente de fontes renováveis, a chamada energia incentivada.

A energia incentivada é proveniente de fontes renováveis e pode ser produzida em usinas solares (energia solar), usinas eólicas (energia eólica, usinas hidrelétricas (energia hidráulica), entre outras.

A utilização dessas fontes agride consideravelmente menos o meio ambiente e ainda pode preservar ou recuperar áreas degradadas que permeiam seu terreno.

Construir PCHs e CGHs — hidrelétricas de médio e pequeno porte — permite monitorar a qualidade das águas e também preservar a fauna e a flora local.

Essas estruturas que geram energia através de fontes renováveis ainda oferecem benefícios sociais; pois, além de prestarem apoio à população local com eletricidade de qualidade, suas construções e funcionamento geram empregos, movimentando a economia e melhorando a qualidade de vida.

Além, é claro, de toda a educação ambiental que um projeto como esse traz ao local que o receberá.

De fato, o mercado livre de energia é a opção que melhor trabalha todos os aspectos necessários na busca por ações sustentáveis e factíveis. Mas como utilizá-lo?

Migrando para o mercado livre com a Focus

Para consumir energia elétrica através do mercado livre são necessários alguns passos e procedimentos de mercado.

A Focus tem a expertise e as soluções necessárias para te assessorar com efetividade nesse processo do início ao fim.

Além disso, também comercializamos e geramos energia através de diferentes fontes sustentáveis espalhadas pelo território nacional, a fim de gerar negócios sustentáveis e uma parceria de longo prazo.

Saiba mais sobre a Focus visitando nossas redes sociais e descubra por que somos a gestão energética certa para você e sua empresa.

Focus, energia para a vida.

COMPARTILHAR

CATEGORIA

ARQUIVOS

ARQUIVO
focus_energia_logo
powe

Av. Magalhães de Castro 4800 Continental Tower – 9ºandar | Cidade Jardim São Paulo | CEP: 05676-120 | Telefone: + 55 11 3136-0011

© Focus Energia 2021. Todos os direitos reservados. Desenvolvido por: Agência Digital em Campinas

© Focus Energia 2017. Todos os direitos reservados. Desenvolvido por: Agência Digital em Campinas

Open chat
Fale com nossa área comercial